11/11/15

Defeito hereditário dos bibliotecários - qual ?

Esta pergunta ficará em aberto caso alguém se habilite a discuti-la.

Como incitação à reflexão, não necessariamente com o sentido analógico, Nietzsche, em Humano, demasiado humano, falava de um defeito hereditário dos filósofos:

Todos os filósofos têm em comum o defeito de partir do homem atual e acreditar que, analisando-o, alcançam seu objetivo. Involuntariamente imaginam "o homem" como uma aeterna veritas [verdade eterna], como uma constante em todo o redemoinho, uma medida segura das coisas. Mas tudo o que o filósofo declara sobre o homem, no fundo, não passa de testemunho sobre o homem de um espaço e tempo bem limitado. Falta de sentido histórico é o defeito hereditário de todos os filósofos....

Há dias, recebi um questionamento de alguém que se identificava como bibliotecária perguntando por que em sua formação acadêmica deveria constar conteúdos de Sociologia, Política, Economia, História, Psicologia e Filosofia. Afinal, tais conhecimentos se adquire no dia a dia do exercício profissional. Dizer o que?




12/06/15

O XXXVIII ENEBD está chegando.

De 19 a 25 de julho de 2015 na bela cidade de São Luis do Maranhão acontecerá mais uma edição do maior encontro brasileiro de estudantes de Biblioteconomia, Documentação, Ciência e Gestão da Informação.
O tema é instigante: Formação política, reflexões éticas, práticas de transformação social e mídias na informação: Qual profissional temos e qual queremos ser?
Mais detalhes para a inscrição, veja o site: http://www.enebd.com.br/index/ 
Eu estarei lá e você?